Red Universitaria Iberoamericana de Incubación de empresas que fomenta el emprendimiento universitario

Formulario de búsqueda

Buena Práctica nº 9: Curso de empreendedorismo de base tecnológica

ANTECEDENTES

Enquadramento

A promoção de um Curso de Empreendedorismo de Base Tecnológica com o envolvimento de todas as Universidades sediadas na Região Centro e do CEC - Conselho Empresarial do Centro, pretende criar sinergias com base em experiências anteriores decorridas em cada uma destas entidades e promover a cooperação e o intercâmbio de experiências neste domínio entre os vários agentes envolvidos.

Inspirado numa metodologia desenvolvida pela North Carolina State University e introduzida em Portugal pela COTEC Portugal, este Curso desenvolve-se numa lógica de trabalho em equipas bastante heterogéneas, nas quais participam alunos finalistas, de pós-graduação, business angels e empresas de capital de risco, investigadores, empresários, associações de interface e de incubação, entre outros, promovendo desta forma uma troca de experiências importante no que se refere a alcançar o objectivo pretendido: transformar tecnologias desenvolvidas e amadurecidas em Escolas de Ensino Superior em empresas tecnológicas de sucesso.

A excelência e riqueza da investigação que é feita nas universidades envolvidas e nas várias unidades de investigação e desenvolvimento que a integram, permite construir um conjunto inicial de tecnologias com potencial de comercialização e geração de valor, e como tal passíveis de suportarem o sucesso da acção que pretendemos desenvolver.

O curso tem a duração de 14 sessões quinzenais, sendo que duas destas serão destinadas às apresentações pelas equipas de trabalho do progresso efectuado até ao final do primeiro e do segundo semestre aos restantes participantes, parceiros, órgãos de comunicação social e potenciais investidores. Durante este período, cada uma das equipas analisa a viabilidade de um conjunto de tecnologias, apresentando como resultado final um plano de negócios para a comercialização dos conceitos de produto desenvolvidos.

Criam-se, durante o curso, todas as condições potenciadoras à implementação real dos planos de negócio elaborados no decorrer do curso, sendo para tal crítica a participação do Conselho Empresarial do Centro enquanto agente promotor da aproximação do curso à realidade empresarial.

Indicam-se os objectivos pretendidos com a implementação deste projecto:

  • Fornecer as capacidades, as competências e o conhecimento associados à criação de start-ups de base tecnológica.
  • Possibilitar a interacção entre pessoas com perfil de gestão e de tecnologias/engenharia em projectos reais, multidisciplinares de empreendedorismo tecnológico.
  • Criar novos produtos e negócios de base tecnológica e com elevado potencial de crescimento.
  • Estimular a inovação com base na produção científica realizada nas várias unidades de I&D das Universidades envolvidas.
  • Sensibilizar e envolver docentes, investigadores, empresários e quadros superiores no empreendedorismo de base tecnológica.
  • Estimular a cooperação e o intercâmbio de experiências dos vários agentes promotores na área do emprendedorismo.

Situação de Partida

As universidades portuguesas, e em particular as universidades situadas na Região Centro de Portugal, têm produzido, ao longo da sua actividade, resultados de investigação de excelente qualidade nalgumas das suas unidades de I&D.

Muitos destes resultados de investigação estão perfeitamente amadurecidos (alguns tendo sido inclusivé patenteados) e apresentam à partida um potencial de comercialização e de inovação bastante interessante. Porém, com alguma frequência, muito deste capital intelectual não chega a ser comercializado, seja porque os seus autores têm como objectivo último apenas a investigação, porque não existe uma cultura empresarial do risco, por falta de informação, formação e apoios na elaboração de planos de negócio e arranque de novas empresas, ou por outras razões.

Por outro lado, constata-se que o estado de desenvolvimento dos produtos de I&D gerados as Universidades, estão ainda, em grande parte dos casos, apresentados numa forma científica e técnica, e pouco elaborados de acordo com uma perspectiva comercial de molde a cativar o interesse por parte do tecido empresarial.

Numa terceira vertente, existem lacunas consideráveis nos curricula das licenciaturas e cursos de pós-graduação relacionadas com a interdisciplinaridade e as temáticas que envolvem o empreendedorismo. Esta constatação assume particular importância com o crescimento continuado dos índices de desemprego de recém-licenciados e de pós-graduados em Portugal.

Pretende-se assim, com este curso, contribuir para alterar esta situação, tendo em conta que:

  • São constituídas equipas multidisciplinares de participantes que se irão debruçar sobre tecnologias desenvolvidas no seio das unidades de I&D pertencentes às Universidades promotoras.
  • Trabalho das equipas é acompanhado por um representante da unidade de I&D de onde a tecnologia é originária que dá todo o apoio técnico necessário ao desenvolvimento dos trabalhos.
  • Trabalho da equipa é acompanhado periodicamente por 2 mentores (diferentes para cada equipa) um dos quais oriundo de uma empresa já firmada no mercado, de elevado prestígio, directamente interessado no desenvolvimento comercial da tecnologia que está a ser objecto de estudo e outro representando uma empresa capital de risco ou um business angel que poderá alavancar financeiramente a constituição e o arranque de uma futura empresa start-up. Este tipo de estrutura de cada equipa, contando ainda com o apoio activo do Conselho Empresarial do Centro durante todo o curso, potencia o trabalho em rede e a criação de todas as condições e a presença de todos os agentes promotores do empreendedorismo e, portanto, do sucesso do curso.
  • Em termos de conteúdos programáticos pretende-se sensibilizar todos os participantes (alunos finalistas, recém-licenciados ou alunos de pós-graduação das várias Universidades promotoras, e ainda quadros de empresas que se pretendam inscrever) para as várias vertentes relacionadas com o empreendedorismo. 

BONA PRÁTICA

Para leer más, por favor, descargue el documento pdf adjunto

Fases: 
Actividades: 
Adjuntos: 
Español